Postagens populares

sábado, 10 de outubro de 2009

Lenha, crash pode-se ficar feliz depois de uma?

Segundo o comandante Rolim sim. Eu não estava lá mas quem viu disse que foi um crash federal, o principal ficou um torto 90º (eu vi o eixo), foi-se o receptor, a bailarina, as pás nem se fala, mas no entanto no outro dia o Cmt comentava comigo que tinha ficado felicíssimo pela queda. Eu que fiquei feliz porque até então imaginava que o Rolim só ficava feliz com a lenha dos outros (é o que se falava), mas já que ele fica feliz com as deles, então se entende porque ele ficava feliz com a dos outros (meio complicado isso).
Mas como foi esta lenha?, seguinte:
O homem depois que viu o Alberto fazer múltiplos loopings, decidiu arriscar (O Cmt nunca arrisca) uns deles. O Primeiro fez TCHÂ, (foi beleza, retinho, redodinho), o segundo fêz TCHÃ, TCHÃ, também foi bom , mas já não foi tão retinho (o dedinho já dando um aileronzinho sem querer), e o terceiro TCHÃ, TCHÃ, TCHÃ, TCHÃ, fêz um loop triplo e no terceiro já sem muito motor e muito vento, decidiu dar aquela paradinha de dorso, acionou o negativo, e já sem força, Tchibung, NA CHON.

2 comentários:

Well disse...

A importância dos grandes amigos na hora do crash.
Nesta última sexta na Mito, resolvi realizar um vôo solo e mostrar minha evolução ao meu mestre "Emerson" e após uma série de manobras eis que o meu V2 veio direto ao solo, o velho e tão conhecido Crash, inimigo do bolso e do nosso ego. Queda boba mas que levou um jogo de pás, um flybar e um eixo principal apenas. Em poucos minutos meu heli já estava pronto e eu voltava as manobras só que com maior controle para evitar uma nova queda, já passava das 17:00h e neste horário não dá pra arriscar. Após a queda o Emerson e o Ricardo comentaram em seguida "vamos recuperar, não quebrou quase nada" e imediatamente o Ricardo aparece com um jogo de pás Align e um eixo principal para substituir as avarias. Consertamos o Heli a seis mãos e ainda aparece o Rolin para dar uma ajuda para ajustar o traking. No dia seguinte o Heli passou por uma manutenção geral e na tarde de sábado eu e o Ricardo ajustamos o trakin com as novas pás de 350mm e com um jogo de paddle que o Ricardo me cedeu para dar mais estabilidade. Ajustamos o airelon e elevator com 32º de exponencial e o Heli voou muito bem durante a tarde toda.
Recebi um comentário de elogio do Sr. Alberto ressaltando a grande evolução do meu vôo que me serviu de estimulo. Reconheço aqui a importância dos grandes amigos no Hobby.

Alberto Studart disse...

Fico feliz em ter contribuido, e obrigado pelo comentário